Vírus eBola lembra vírus de PC dos anos 90

virus ebolaO ebola surgiu na áfrica, assim como a Aids (HIV) (dizem), sem dúvida ao ebola é bem mais aterrorizante que a Aids, porque a forma de contaminação do ebola lembra muito o que vemos em filmes de contaminação de Hollywood, como aquele último do ator Will Smith (Eu sou a lenda), onde sua família teria sido contaminada com uma simples borboleta.

Quem viveu nos anos 90, onde as mortes por aids pipocavam pelo mundo, inclusive sobre os artistas que morriam todos anos vítimas do vírus que só se propagava pelo sangue, e todos alertavam muito isto … “você não pega aids com um espirro, nem apertando a mão de ninguém“, estes alertas eram repetidos para não aumentar o preconceito por quem tinha o vírus. Mesmo assim o vírus HIV matou muita gente pelo mundo, e só foi controlado com o coquetel que prolongou a vida de muita gente.

 

Porém, o ebola é a materialização de nosso pior pesadelo, ele cristaliza aquilo que sempre pensamos da Aids, é um vírus que se propaga no ar sim ! pegamos com aperto de mão sim ! pegamos no espirro e todo contato fluido com o contaminado … é horrível mesmo.

A rouba de quem atende os infectados nos remetem a filmes de vírus do cinema, e mesmo assim alguns médicos contrairam ebola, realmente é um estado apocaliptico.

 

Virus Mutantes

Nos anos 90, mais especificamente no inicio dos anos 90 quando os PCs começaram usar programas grande, acima de 640k (programas .EXE) , já que nos anos 80 eram comuns programas abaixo de programas com tamanho de 640k (programas .COM), então a limitação não permitia fazer muita coisa e por isto mesmo os vírus de PC dos anos 80 eram em sua maioria “Vírus de Boot”, que se instalavam no setor de Boot master do PC.

Com o aumento da memória, e a possibilidade dos programas .EXE , com tamanhos grandes, apareceram os vírus mutantes, eles passavam de programas a programas, bastava instalar um novo programas que o vírus “pulava” e contaminava, e quando copiavamos a nossos amigos (via disquete), eles passavam a contaminar o PC de nosso amigo, e desta forma contaminava todo o planeta, mesmo não existindo internet na época. Sim, estes vírus lembravam muito o ebola de hoje, era muito fácil contaminar.

Hoje não é mais assim ! os programas que podem ser contaminados sofrem um checkup rigoroso do antivirus, e quando enviamos um arquivo por email, o próprio sistema de email tem um antivirus que verifica, o Windows não permite mais o Patch de sistema (Hook), que permitia interceptar uma operação , coisa que os Vírus sempre fizeram, interceptavam o sistema para se instalar, hoje o recurso Hook ou Patch é susbtituido por Drivers (arquivos .SYS), que precsiam sofrer uma assinatura antes de rodar no PC, tudo isto enfraqueceu bem a contaminação em grande escala de programas, no Brasil de hoje, praticamente 99% dos vírus são de rede social, como os Vírus de Facebook, que se instalam no Plugin/Extensão do Navegador.

 

Sim, os vírus de computador (tipo ebola), existem, mas são tão complexos de fazer que só governos tem destinado verba para eles, eles não eixtem hoje no PC, não há um vírus “difícil de tirar”, se no PC o problema foi resolvido em grande parte, o ebola surge como novo desafio para os médicos pesquisadores.

v


 

Deixar uma resposta

Confirmação anti-spam *